Homeschool: 10 coisas legais sobre o uso do caderno


Eu fiz uma lista com dez coisas legais sobre o preenchimento dos cadernos dos meus filhos.

1 – Indicar, no enunciado da atividade, o material a ser utilizado.

Meus filhos sempre me pediam para usar canetinha colorida onde não deviam; queriam usar lápis de cor quando deveriam usar lápis grafite. Eu passei a descrever o material necessário para cada atividade. Isso também me ajudou a variar, de modo que eles estão sempre usando coisas novas, ao mesmo tempo em que ficam felizes por seguir as instruções e ter permissão para usar as coisas que gostam.


2 – Páginas de conteúdo

Eu preencho o caderno com páginas de conteúdo, semelhante a uma apostila. O caderno acaba não sendo só para atividades, mas para apresentação de conceitos. Mesmo que eu já tenha isso impresso num livro ou cartilha: no caderno serve como revisão e eles acabam se acostumando a estudar por ele também.


3 – Xerox do material pedagógico

Se você, como eu, está usando uma cartilha ou livro didático, convém revisar no caderno ou aproveitar as imagens para criar novas atividades, mantendo uma unidade com outros materiais utilizados.


4 – Impressão de imagens ou atividades prontas

Se você não sabe desenhar muito bem, pode imprimir imagens diversas para montar atividades ou mesmo imprimir atividades completas prontas: basta colar na folha do caderno. Isso evita que as folhinhas soltas se acumulem pela casa. Além disso, as folhinhas soltas, depois de feitas, costumam ir parar no lixo com rapidez, sem que sirvam para você acompanhar o desenvolvimento pedagógico. Aqui, se eu imprimo alguma atividade, ela vai para o caderno. Isso faz com que eu  tenha meu banco de ideias num só lugar.


5 – Reutilizar figuras de livros de atividades

Eu costumo comprar livros de atividades e passatempos, que depois de completamente usados acabam por serem descartados… mas antes disso, você pode aproveitar imagens para o caderno. Ás vezes fazendo o mesmo tipo de atividade.


6 – Usar adesivos

Cartelas de adesivos são muito práticas para montar atividades criativas e bonitas para as crianças. Em poucos minutos, você cola e… pronto!


7 – Revisão do dia

O caderno de lições de casa com o papai costuma ter uma revisão do que trabalhamos durante o dia.  Não faço nada desconexo. É assim que o papai consegue ter uma visão global do que estamos trabalhando, e mais importante: sobre as dificuldades e progressos de cada um por si mesmo (e não somente pelo relato da mamãe).


8 – Usar manipuláveis pedagógicos

Aproveitando a facilidade de estudarmos em casa e termos tudo sempre à mão, as atividades do caderno costumam pedir que eles usem todo tipo de material manipulável: mosaico, escala cuisenaire, letras de madeira, números, massa de modelar…

Por exemplo: “Use as letras de madeira para reproduzir as palavras abaixo”; “Reproduza a sequência de formas abaixo usando o mosaico sobre a mesa”; “Conte quantas figuras há em cada conjunto e coloque os números de plástico ao lado” (Dimi, por exemplo, ainda não consegue fazer os números, mas sabe identificá-los).


9 – Usar livros de literatura, livros pedagógicos…

Frequentemente as atividades no caderno, especialmente aquelas que eles farão com o pai à noite, exigem o acompanhamento de outros livos. As instruções pedem: “Abra o livro de Artes… na página tal… e leiam juntos. Depois responda as questões abaixo.” Ou eu posso fazer perguntas para serem respondidas oralmente sobre um livro de literatura que estamos lendo durante a semana. Ou é necessário que o livro em questão, seja didático ou não, esteja aberto para que a compreensão da atividade seja melhor.

Esta semana, numa lição de casa, Dimi precisou de três livros e achou isso muito legal. Ele disse que estava “ansioso” para fazer a lição.


10 – Atividades sem lápis

Caderno não é apenas para ser “preenchido”. Muitas das minhas atividades são instruções para que elas ocorram fora da folha. Eu anoto algumas sugestões de atividades para a semana: aquelas que eu farei usando os meus flashcards, coisas que eu já tenho prontas ou simples jogos de música. Depois, eu vou marcando um “X” no que eu consegui cumprir. Uma estratégia que deu certo por aqui, já que eu tinha muitas ideias salvas e pouca disciplina para pôr em prática. Quando eu passei a anotar no caderno três ou quatro atividades para a semana, atingir o cumprimento se tornou meu foco!


Como vêem, há muitas coisas interessantes para o uso do caderno. Eu gosto de aproveitá-lo bem, e estou sempre em busca de coisas novas. Espero que tenham gostado!

Anúncios