Homeschool: comece o dia pelo filho mais novo

image

Dimi aprendendo!

Esta dica não é minha, mas da diretora do Mother of Divine Grace, Laura Berquist: comece o homeschool, diariamente, pelo filho mais novo. (Para quem não conhece, o MODG é um currículo de homeschool católico baseado no programa “Crie seu próprio currículo clássico”, de autoria da própria Laura).

Bem, até eu saber desta dica, eu fazia exatamente o oposto: o filho mais velho era a prioridade. Apesar de meus filhos terem idade bem próxima e boa parte das coisas serem feitas em conjunto, Lupita acabava sendo a primeira a ser atendida no dia porque já vínhamos com um ritmo estabelecido, e eu sempre senti que justamente por ela já estar numa fase adiantada de aprendizado, era melhor começar por ela.

O problema disso é que cria-se a tendência a negligenciar o filho mais novo – algo que pode passar da fase da pré-escola (quando eles basicamente só brincam) e se estender indefinidamente. Ou seja: os pais continuam mantendo um bom ritmo de leitura, aulas e dedicação com o filho mais velho, enquanto o filho mais novo está quase sempre para trás, comparando a mesma fase e idade dos dois.  E de fato, conheço muitos casos em que isto aconteceu – não por uma diferença de aprendizado da própria criança, mas simplesmente porque os pais se dedicaram mais ao filho mais velho, e continuaram fazendo isso, talvez sem perceber.

O ganho de não negligenciar o filho mais novo, ainda que só na fase da pré-escola, é fundamental. Não que uma criança menor de 3 anos deva ter lições complexas e longas, mas as pequenas lições preparam o solo para o que virá.

Outra vantagem apontada por Laura em começar o dia pelo filho mais novo é que você consegue mantê-lo ocupado por mais meia hora ou mais (a depender da idade), e este é um tempo de qualidade para começar a atividade com os filhos mais velhos. Por exemplo, começar brincando de lego propondo algumas atividades dirigidas (empilhar, relacionar cores, etc): crianças pequenas adoram aprender coisas novas e depois que aprender com você como fazer certas coisas, ela poderá treinar as novas habilidades enquanto você está na mesa ao lado passando uma lição mais complexa para os outros filhos. Ou a criança mais nova estará simplesmente brincando livremente, mas já ocupada com alguma coisa. E, acredite: é isso mesmo que acontece! Quase todos os dias, esta tem sido a minha experiência! Outra maneira de começar o dia pelo filho mais novo é dar alguma lição com livrinhos (livros de cores, opostos, animais) e depois propor atividades de colorir, cobrir, colagens fáceis: isso irá ocupá-los. Pois não há nada que tire mais a concentração do que tentar começar a ensinar o filho mais velho a ler, enquanto o mais novo está implorando por ter uma ocupação!

Outras recomendações de Laura para começar o dia pelo filho mais novo: fazer atividades que durem, em média, 15 minutos, se possível investindo em lições de memorização. Ter “school toys” ou brinquedos escolares, que são separados apenas para a ocasião do HS: mosaicos, escala cuisenaire, blocos educativos (você pode ter um tipo especial de bloco que só será usado enquanto os filhos mais velhos estiverem numa lição; isto torna o brinquedo especial e interessante para ser aproveitado naquela ocasião), quebra-cabeças de E.V.A. feitos por você mesma, números e letras de madeira, e muitas outras coisas!

Achei esta dica tão valiosa e funcionou tão bem para mim, que quis dividir com vocês! Quem sabe é o que funciona para a sua família, e é justamente o que está faltando para o dia render!

Rezem por nós!

Anúncios