Planejamento semanal 2017 (quadro, lição de casa e mais)

Salve Maria!

Cheguei a um planejamento semanal para este ano. Vocês podem vê-lo abaixo:

planejamento-semanal

É apenas para terem uma ideia dos momentos durante o dia em que nós faremos alguma atividade. Como podem ver há quatro momentos: um bloco pela manhã, outro logo após o descanso do almoço, um no fim da tarde e o último à noite, sendo que este nem sempre está ocupado. Os horários, geralmente, são: 9:00 da manhã, 13:30, 18:00 (porque meus filhos tiram soneca de 1 hora e meia em média no período da tarde, isto é, às 16 horas) e 20:00.

As atividades duram, em média, 25 minutos. Às vezes um pouco menos ou um pouco mais. Dependendo da dinâmica dos afazeres da casa e almoço, podemos ter dois momentos pela manhã: um pouco antes das 9 e outro às 10:45. (Para ler como eu concilio o homeschooling com as tarefas de casa, VEJA AQUI)

A divisão de disciplinas e temas  foi feita para equilibrar o que precisa ser visto, mas é bem flexível. Posso começar com matemática na terça de manhã, mas preciso saber que duas aulas de Ciências são requisitadas para a semana.

Há leitura em voz alta em alguns momentos do dia. Depois do café, como vocês sabem, há a leitura espiritual. Alguns de nossos programas para as disciplinas incluem a leitura de livros, como é o caso de História (já postei AQUI) e Ciências. Fora isso, há as minhas cestas mensais de livros, e estamos lendo alguma coisa dela no período da manhã, no descanso do almoço, depois da soneca, mas especialmente à noite.

Lição de Casa

“Lição de casa” com o papai é a minha solução para que o papai participe do homeschool e esteja ciente do que estamos fazendo. Eu comprei um caderno especialmente para isso, para cada um, e faço atividades diversas. À noite eles devem entregar o caderno para o pai (duas vezes por semana é o esperado, mas pode haver mais, se o papai não estiver com uma semana muito cheia) e então serem orientados apenas por ele. Posso esclarecer durante o dia, via mensagem, se há alguma coisa que o papai precise saber antes. Procuro fazer tarefas que deem ao pai um bom panorama do progresso deles.  As lições também são breves, para não ocupá-los demais.

Posso deixar anotado no próprio caderno se a lição precisará da consulta de algum livro que temos em casa, se haverá leitura em voz alta, etc. Uma das lições da semana passada foi apresentar uma cartolina que fizemos durante o dia.

Eu dou o visto em todas as atividades com caneta verde e anoto alguma observação que o pai fez – tudo breve, algumas palavras, uma linha.

licao-de-casa

Os cadernos especiais para lição de casa

Planejamento Semanal: toda semana!

Quando eu trabalhei em escolas tínhamos um dia fixo na semana para entregar o planejamento da semana seguinte, juntamente com todas as folhas que deveriam ser impressas, lista de material para crafts ou culinária. No planejamento descrevíamos brevemente quais páginas do livro leríamos, as músicas da semana (eram muitas, porque eu era professora do jardim II numa escola bilíngue). Eu precisava ser organizada (coisa que, acreditem, eu nunca fui e até hoje não sou digna de ser considerada) para não deixar faltar nada, pois sem solicitar previamente um ingrediente ele não seria comprado; sem entregar todas as folhas da próxima semana no departamento de xerox elas não seriam tiradas.

No início eu levava noites de intensa pesquisa e esforço para fazer isso (parecia muita coisa, e quase todos os dias eu estava trabalhando no planejamento semanal); ao cabo de dois meses, eu já levava quinze minutos sentada à mesa para preencher o quadro em si, e mais uma hora em um dia da semana para preparar as atividades impressas. Eu já estava familiarizada com todos os materiais à disposição na minha sala e mesmo pesquisando na internet para fazer brainstorm ou escolher uma atividade temática para datas especiais eu não levava mais do que uma hora no fim de semana.  Dominar isso fez o meu cotidiano no trabalho (algo que no primeiro mês foi parecido com um suplício) muito tranquilo. Ainda havia espaço para improvisar, mas não para me preocupar com o que eu tinha que fazer.

No ano passado eu comecei a fazer um planejamento semanal para o nosso homeschooling, nos moldes que eu fazia na escola. No início do ano eu não fazia pois achei que podia passar sem isso ensinando em casa… bem, logo eu estava vivendo o meu primeiro mês na escola bilíngue: pesquisando todas as noites o que eu ia usar no dia seguinte ou simplesmente enfrentando o dia seguinte ao mesmo tempo em que tentava escolher o que fazer. Isso equivale a, ao invés de dançar ao som de uma música, ter que pensar no que tocar a cada três passos.

Não me entendam mal: eu ainda acordo e vou dar um passeio no parque quando o dia amanhece lindo demais para deixar de fazê-lo; os livros da nossa estante estão sendo explorados, mesmo que não estejam no planejamento da semana… mas eu não preciso separar o que fazer enquanto já deveria estar fazendo. Bom para eles, melhor ainda para mim, que tenho quase todos os dias da semana livres de pesquisas intermináveis.

Dito tudo isto, meu planejamento semanal usa aproximadamente 2 horas e meia da minha semana, dividido entre o Sábado e o Domingo. Durante a soneca das crianças, enquanto meu marido está cortando a grama, quando as crianças já dormiram à noite, quando voltamos da missa e cada um está um pouco livre.  Eu aproveito algumas destas oportunidades para fazer o meu planejamento semanal toda semana. Se em uma semana eu não tenho muito tempo para fazê-lo, tudo bem: tendo pouco tempo eu me proponho a explorar ainda mais os nossos jogos e a nossa biblioteca, e simplesmente preencho o quadro da semana.  Mas assim como nunca houve na escola uma semana em que eu não entreguei o meu planejamento, também aqui eu cumpro o compromisso. Já entreguei um planejamento bem simplificado e sem nada para providenciar, mas sempre entreguei.

Mas, graças a Deus, eu tenho conseguido aproveitar bem o tempo do planejamento semanal para também preencher os cadernos, imprimir alguma atividade ou as imagens que serão coladas no catecismo ilustrado, listar os materiais de papelaria, se for o caso de comprar alguma coisa (há uma bem perto da minha casa, no caminho de comprar pão)ou separar a lista de ingredientes para a aula de culinária (se for o caso, porque eu faço uma a cada duas semanas). Isso faz com que eu me sinta confiante, pois é preciso mencionar que eu desanimo com facilidade (é uma questão emocional do meu temperamento) e acabo direcionando este desânimo, fruto de uma falta de organização, ao todo em si. Ou seja: lá estou eu achando que não dou conta do homeschooling por causa de um dia de nada! (Se bem que atualmente eu aprendi a driblar estes dias que eu não sei ou não consigo fazer nada saindo de casa com as crianças e indo nos divertir!)

cadernos-da-semana

Mesa posta para o planejamento semanal. Cadernos da semana preenchidos. 

A primeira coisa que eu faço é preencher o quadro semanal. Nele eu coloco – me guiando pelo quadro geral para 2017 – o que eu vou fazer em cada bloco: livros, atividades, jogos, etc. Com isso eu consigo visualizar os temas da semana e então preparar as colagens do caderno e preenchê-los previamente com as atividades do planejamento. Um exemplo da próxima semana:

Em Matemática nós trabalharemos simetria. Na primeira aula da semana nós faremos alguns exercícios de simetria usando o nosso mosaico e uma régua. Na segunda aula, usaremos a escala cuisenaire. Na terceira aula, já estaremos prontos para fazer exercícios de simetria no caderno quadriculado (uma página ou duas). No tempo restante para estudar matemática nós contaremos livremente na cozinha ou na sala, como sempre fazemos, usando livros, quando for de nossa vontade. Observando a simetria no dia a dia, num livro aberto, numa laranja dividida ao meio e todas essas coisas que no homeschooling não entram num planejamento mas fazem parte dos hábitos.

Esta tem sido uma experiência importante para mim!

Fiquem com Deus!

 

Anúncios

As crianças na história + Literatura

historia-homeschool

As Crianças na História é um dos livros que usarei com meus filhos este ano. Eu fiz um programinha para cada tópico do livro com Literatura, sobretudo contos que eu já tenho em casa. A ideia é ler com eles o tópico do livro, conversar, fazer alguma atividade como desenhar, colagens, etc. Usar o período em que estivermos trabalhando tudo isso para ler as histórias. Visualizar com literatura é um bom caminho para eles. Se você tem ou deseja comprar este livro pode querer fazer algo semelhante.

Entenda-se que não é um estudo – no caso dos meus filhos – aprofundado, mas uma oportunidade deles ganharem a noção de época, lugares distantes, passado, etc. Por vezes, as histórias batem com a época ou com o lugar, ou ainda com os costumes.

A verdade é que, dentro do meu planejamento anual do post anterior, há um planejamento dentro de cada tópico. Impressionante! Eu tento olhar para os “blocos” daquilo que eu planejei e desenvolver  – nada muito complexo – algumas formas criativas de abordagem.

*****

Abaixo, os tópicos do livro e o que eu encontrei na nossa biblioteca para ler sobre o tema.


Egito Antigo

00

Egito Antigo: Para nós, uma ótima oportunidade para ler na Bíblia infantil, desde a história de José até o fim dos 40 anos no deserto. Assim eles podem compreender o Egito dentro da perspectiva cristã; um povo que escravizou os hebreus: um importante capítulo para o começo da história da salvação.

25

Moisés entre os juncos

Minha primeira Bíblia – capítulos desde a história de José até o fim dos 40 anos no deserto.


China Antiga

2

China Antiga: um assunto que interessa muito a Lupita (ela acha os chineses e japoneses peculiares). Observar roupas, costumes, nomes, feições.

24

conto-china-antiga

Estas histórias estão no volume 1 de O mundo da Criança, década de 90: Contos e Poesias

O pote vazio – Demi


Grécia Antiga

01

Grécia Antiga: sempre com aventuras interessantes, que meus filhos já gostam!

22

O toque de Midas: Esta história está no volume 1 de O mundo da Criança, década de 90: Contos e Poesias

Asas!- Jane Yolen e Dennis Nolan (belas ilustrações)


Império Romano

3

Vamos aproveitar para ler a nossa bíblia, nas partes da história de Jesus onde o Império Romano está mais evidente, como na crucifixão de Jesus.

biblia-para-criancas


Cultura dos povos bárbaros

4

Geralmente representado pelos vikings, os povos bárbaros escandinavos que invadiram boa parte da Europa no período medieval. O que eu tenho aqui que mais se aproxima disso é uma história ilustrada de Beowulf, presente no livro já citado da coleção O Mundo da Criança.

beowulf-conto-ilustrado


Num castelo espanhol

5

Cultura medieval clássica: você pode usar histórias de cavalarias em geral, livros que falem de castelos medievais. A história de Santa Joana D’arc. Os filmes do Hobbit. Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda.


Renascença

6

Histórias de Contos de Fadas de princesas em geral. Nosso volume de Rapunzel e o conto ilustrado de Cinderela que nós temos no Vol.1 de O mundo da criança (OMDC, pela sigla que vou usar no post).

21

rapunzel-livro cinderela-conto-ilustrado


Japão Antigo

8

Nossos contos de OMDC continuam:

japao-antigo-conto-criancas conto-japao-antigo


Num deserto australiano10

OMDC tem também contos australianos tradicionais!

contos-criancas


Revolução Francesa

11

Principalmente para mostrar a pobreza de uma época moderna, onde França e Inglaterra guardam boas histórias.

pequena-vendedora-de-fosforos


Século 19 e 20

12

Numa época contemporânea, no início do século passado. As Crônicas de Nárnia (livro e filme) e A princesinha (filme).

16114032_747853478700272_2142000143774249831_n


É isto! Vai ser divertido!

Planejamento Homeschool 2017

Salve Maria!

Segue o meu planejamento para o HS das crianças para este ano! Quanto à rotina, ainda irei compartilhar meu quadro semanal. Também irei detalhar, mais à frente, alguns pontos do planejamento! Clique no link, quando houver, para ser direcionado.

**Comprando qualquer livro pelos meus links Amazon, você ajuda este blog! Não precisa ser o livro indicado por mim, basta clicar no link e fazer sua compra Amazon! Deus abençoe!**


Este ano eu já tenho muita coisa em casa, coisas que comprei ao longo de um ano que foi particularmente bom para livros – fui em muitas feiras baratas.  Minha meta é aproveitar ao máximo o que já tenho em casa, e devo dizer que eu costumo aproveitar bastante aquilo que eu compro.

ESTE É MEU PLANEJAMENTO PARA A PARTE PEDAGÓGICA FORMAL. Eu estou finalizando as metas espirituais e de tarefas domésticas para o ano; quando estiver pronto posso dividir com vocês.

Religião

15541201_731081660377454_865268001907280127_n

Eu já tenho um bom material em casa para usar com as crianças. Alguns livros já foram bem explorados, mas aqui apreciamos a repetição. Continuaremos a manter a leitura espiritual logo após o café da manhã, pois tem dado muitos frutos. Colocar a parte espiritual como primeira “atividade” do dia tem nos ajudado a ter consciência de que as coisas de Deus devem vir realmente em primeiro lugar. Outra coisa importante que aprendemos na prática é que o dia costuma ter diversos imprevistos e nem sempre é possível manter o planejamento; no entanto, alimentados espiritualmente com constância eu sinto que estou fazendo “a melhor parte”, mesmo quando não consigo sentar para fazer mais nada (sistemático, claro) com as crianças. A leitura é muito simples: lemos e conversamos um pouco. Tentamos tirar proveito e o tema costuma reaparecer ao longo do dia. É comum eles se lembrarem da leitura e contarem ao pai. Em 2016 usamos bastante “Meu livro de arte e oração” da Irmã Wendy Beckett (apenas em sebos). Este ano vamos focar na Vida dos Santos, Lições do Papa Francisco para crianças e Passagens Bíblicas para cada dia do ano.

Veja também: Coleção Alice no mundo da Bíblia.  Livro Santos e Anjos

Também manteremos o Catecismo ilustrado: fazer colagens num caderno de desenho com figuras e ir ensinando os tópicos importantes para a idade deles. Oração em família diariamente com o papai.


Alfabetização

alfabetizacao-fonica-homeschool

Eu cheguei a usar a Casinha Feliz com a Lupita em setembro, mas achei que ela ainda não estava pronta; vamos dar continuidade no meio do semestre, por volta de março. Eu uso as propostas do livro Consciência Fonológica em Crianças Pequenas como pré-alfabetização, além de livros rimados e títulos que trabalham o alfabeto.

Este ano Lupita e Dimi terão 1 caderno de atividades, 1 de caligrafia, 1 de desenho livre e 1 quadriculado cada, além de classificador para guardar trabalhinhos. 


Matemática

15624682_1902494789982500_8979663557981372416_n

Essa fase de usar livrinhos para contar será sobretudo para Dimi, já fiz bastante com Lupe. O livrinho musical é ótimo para trabalhar sequência lógica, já que a ideia é seguir o padrão das cores para conseguir tocar a música (para Lupita). Livros como “Apenas um é diferente” trabalham a percepção visual e a lógica. Para Dimi, por exemplo, ainda não está muito claro porque a figura é diferente, já que ele precisa treinar mais a observação de detalhes. O livro permite trabalhar cores, direita e esquerda, entre outras coisinhas.

****

15825980_738068623012091_7075513007849405744_n

Eu tenho muitos materiais em casa – muitos jogos que não estão na foto – e pretendo explorar mais este ano. Neste período de planejamento eu já deixei algumas coisas prontas para facilitar; fora isso estou contando com as atividades do caderno quadriculado e 2 livros de atividades de matemática:

8ef7c66542835cc4b322c039721cffba

****

Selecionei mais 2 livros da Coleção Tan Tan. (Se você não conhece, esta coleção traz pequenas histórias para trabalhar conceitos matemáticos… há muitos temas)

colecao-tan-tan-homeschool

****

O caderno quadriculado será nosso grande apoio para trabalhar matemática, juntamente com a escala cuisenaire. Os 2 usam o caderno. Lupita faz atividades mais desenvolvidas, como escrever os números; ambos usam as hastes para fazer desenhos.

15965896_746588042160149_4468071320933971833_n


Ciências

estudos-naturais

Investiremos no Nosso Livro de Estudos Naturais: vamos deixá-lo ricamente preenchido este ano. Alguns volumes da Coleção Mundo da Criança (década de 90) são particularmente interessantes para o nosso estudo. Embora boa parte do conteúdo em si seja próprio para crianças mais velhas, consigo aproveitar muitas informações visuais com as crianças. O bom é que sendo um livro de enciclopédia, temos tempo e constância para conhecê-lo a fundo. Volumes: O Reino Verde, Mundo Animal e Natureza em Perigo.

15534970_212050649246888_8978778592854933504_n

****

15534697_1884677481819127_227252818484920320_n

Outros livros da nossa coleção:

*****

Nosso Sonho a médio prazo é ter uma mesa/estante de estudos naturais, inspirada nesta; potes para achados, cestinhas, livros vivos de natureza, binóculos e lupas para exploração. Inspire-se você também!

e65e9-img_4685


História

historia-homeschool

Estes dois livros são muito bons e possíveis de serem trabalhados com crianças de todas as idades. “Crianças como você” foi bem usado este ano, mas eu vou manter no primeiro semestre para fazer duas ou três atividades. “As crianças na história” nós ainda não usamos, mas eu já montei um programinha para trabalhar, utilizando literatura para cada “mini-capítulo” e pretendo dividir com vocês aqui no blog! A maioria das histórias eu já tenho na nossa biblioteca. Também fazemos scrapbook com os temas trabalhados em historia.Trata-se de uma seleção de contos para que meus filhos visualizem melhor os modos de vida em diferentes épocas e lugares. Aguardem!


Arteslivros-de-arte-crianca

Materiais que eu já tenho em casa. Para a fase inicial dos meus filhos, os livros de Arte de Lucy foram bastante explorados nos seus conceitos. Eu provavelmente irei deixá-los apenas para eles olharem livremente. O livro aberto de colorir é Meu livro de Arte de colorir, que ainda não terminamos. O outro é o volume Fazendo e Brincando de O mundo da Criança. Já fizemos algumas atividades e eu pretendo continuar me guiando por ele.

arte-homeschool

****


Leitura em Voz Alta

Como vocês sabem, todo mês eu faço cestas de livros para as crianças. Basicamente, lemos livros diferentes todos os dias. Mas desde o ano passado há livros que eles acabam “lendo” por mais tempo; são mais profundos e interessantes, e falamos sobre eles constantemente. Ano passado foi O Hobbit (versão em quadrinhos, muito bem adaptada e completa) e As Crônicas de Nárnia – O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa. Ainda estamos lendo O hobbit (já lemos completo duas vezes, diga-se) porque é uma de nossas histórias favoritas. Vamos continuar com a leitura em voz alta de Príncipe Caspian. Estas leituras, eu devo dizer, não são exatamente leituras indicadas para a faixa etária dos meus filhos, são “leituras para crianças de todas as idades, incluindo os adultos” – e com isto eu quero dizer que são leituras feitas de forma gradual, com muita conversa, complementada pela série de livros mensais das nossas cestas. Digo isto porque seria um equívoco pretender que crianças de 3 e 4 anos migrassem logo para uma literatura mais complexa; é verdade que eles se divertem e aproveitam, e justamente por não subestimá-los, gostamos de ter estes momentos.

livros-literatura-homeschool

Aqui, uma seleção de nossa biblioteca pessoal que eu pretendo focar no primeiro semestre. Temos 3 edições ilustradas das Fábulas, 2 de Esopo e 1 de La Fontaine. As Edições Loyola lançaram esta por volta do fim da década de 90,encontrada em Sebos. Bem ilustrada e colorida, para ler e reler praticamente todos os dias. O livro de Contos de Fadas traz lindas ilustrações e uma seleção com ótima narrativa. Será o nosso livro de Contos de Fadas do ano (custou apenas 23 reais, estava na promoção na livraria da Folha; também é uma edição de mais de uma década atrás, mas acredito que você encontre na Estante Virtual).

O conto maravilhoso do Tsar Saltan, do escritor russo Puchkin tem belas ilustrações e excelente linguagem. Ainda não relemos (comprei numa promoção da Amazon por 11 reais!); eu peguei ele na biblioteca uma vez, mas nem conseguimos aproveitar muito.

Norberto Nucagrossa é do escritor alemão Michael Ende (simplesmente o meu escritor preferido). Tem um texto longo e um tanto complexo – à moda do próprio Ende -, mas acreditem: meus filhos adoram. Não compreendem tudo, mas acham fascinante a história do rinoceronte bravo que acaba perdendo a couraça por um ardil filosófico. E tem muito das fábulas (assim como Nárnia), com a audiência dos bichos!


Culinária

livro-receitas-criancas

Cozinhar é uma atividade lúdica e divertida que sempre os anima, por isso eu comprei dois livros de receitas bem atrativos para eles, com receitas viáveis. Eles sempre me ajudam, mas acabamos fazendo as mesmas coisas… agora, já testamos algumas novas! A cada duas semanas (sem dia fixo), fazemos uma “aula completa”.


O que está faltando: Música. Eu peguei um planejamento de apreciação musical com uma mãe, com clássicos. Vou começar por aí, embora eu queira muito investir neste campo, com uma professora de canto talvez. Nos coloquem em suas orações. CLIQUE ABAIXO PARA VER O PLANEJAMENTO:

planejamento-apreciac%cc%a7a%cc%83o-musical-com-links


Espero que tenham gostado! Ainda tenho coisas a aprimorar! Fiquem com Deus!